Calculadora de deslocamento de bits - Bit Calculator

Teoria Conspiratória, Temer é Illuminati

Michel Temer é illuminati, seu nome tem 6 letras, seu sobrenome 5, isso da 65, convertido para binário, 1000001, isso são 7 caracteres, 7 aparece 375 vezes na biblia, o mesmo número da estrela Kepler-375, nessa estrela 2 planetas orbitam Kepler-375B e Kepler-375c, mas vamos focar no K-375b esse planeta tem um periodo orbital de 2.1259 JD, se repararmos, 1259, foi o ano em que Miguel Ducas Comneno Paleólogo restaurou o Império Bizantino, que em 1453 caiu, para o império Ottomano, que alcançou seu apogeu no ano de 1566, que perdera seu lider Solimão I após a batalha de Szigetvár, se pegarmos o ano de 1566 e convertermos para ASCII vai dar o valor de 49 053 054 054, se somarmos esses valores vai dar 210, sairá uma exclamação, que pode não parecer muito, mas se analisarmos, a palavra exclamação possui 10 letras, 10 coincidentemente é o número de letras necessarias para escrever Illuminati, mas isso não é tudo, o Seno de 10 é 0.17364817766693033, caso pergarmos os números nas casas decimais e convertermos para Hexadecimal, o resultado será essa combinação de letras e números 3DB135B292B8A9, não sei se sabem, mas, A=10, B=11, C=12 e D=13(o importante aqui)então se somarmos tudo, chegaremos no valor o resultado será 98, o Windows 98, seu suporte foi encerrado no ano de 2004, pois o windows XP dominava o mercado, o mesmo tinha sido lançado no ano de 2001, mesmo ano que Michel Temer entrou para a Maçonaria, e que em 2004 alcançou o nivel de "mestre", Michel Temer, em 2009, é eleito presidente da Camara, em 2009, em 2010, ele se candidata como vice presidente juntamente com Dilma Rousseff, o governo caminha bem até 2012, que foi o ano de maior produção de Nióbio no Brasil, o Nióbio, foi descoberto em 1801 por Charles Hatchett, ele trabalhava no Museu Britânico, que foi fundado em 1753, nesse ano, Adam Weishaupt completava 5 anos, ele foi o responsavel por criar a ordem Illuminati em na noite de 30 de abril de 1776 em uma floresta na cidade de Ingolstadt, na Baviera, sul da Alemanha.
Precisa de mais alguma prova?
edit: gramatica
edit 2: gramatica again
submitted by Leite465 to brasil [link] [comments]

AURUTILS, Mais Um Ajudante do Aur

================ AURUTILS : AJUDANTE DO AUR ================
[Atualizado pela última vez em 18/09/18]
[!! Atualizado - Havia incompatiblidade entre os arquivos gerados pelo Repo-add e Repo-remove e depois quando se utilizava o Repose para manutençãp da base de dados; agora somente se usa o Repose]
Tutorial em Texto (Atualizado): https://docs.google.com/document/d/1syTqbeh9YOM-M8JYS_tjaleLkfESV74Q7pGEUQCZzO8/edit?usp=sharing
Tutorial em Vídeo: https://youtu.be/dAGWKwHJ4no https://youtu.be/NljLFBGERgI
== INTRODUÇÃO E BASE TEÓRICA ==
Os auxiliares ou ajudantes do Arch User Repository (AUR) automatizam certas tarefas para usar o AUR. A maioria dos auxiliares automatiza o processo de obtenção de um pacote PKGBUILD do AUR e a compilação do pacote.
*Atenção: Auxiliares do AUR não possuem suporte pelo Arch Linux. Você deve se familiarizar com o processo manual de compilação para estar preparado para diagnosticar e resolver problemas.
O Yaourt é um tipo de ajudante do AUR, porém tem-se visto ultimamente o seu desenvolvedor atualizando infrequentemente o pacote; na realidade, o Yaourt ainda funciona muito bem, porém é um bom hábito mudarmos para um auxiliar de AUR que possua um desenvolvedor animado e dócil, tanto para corrigir eventuais bugs devido a atualizações do Arch, assim como implementar funções que fazem sentido para sua comunidade.
Há um outro auxiliar de AUR muito bom escrito em Phyton e que ganhou fama rapidamente este ano, chamado de Aurman. Recentemente, o seu desenvolvedor parou com os canais de suporte direto aos usuários. Ficou irritado com tantos pedidos de funcionalidades e relatórios de erros do Aurman, e também com a ignorância dos usuários que reclamavam para ele de problemas que, na realidade, não tinham a ver com o Aurman, mas sim, por exemplo, com assinaturas GPG que não tinham sido importadas pelo próprio usuário, ou ainda PKGBUILDS que precisavam ser configurados antes da compilação.... Assim, tanto por conta dos usuários tanto por conta das pobres habilidades comunicativas do desenvolvedor, formou-se uma comunidade tóxica ao redor do Aurman.
Alternativas a esses dois grandes ajudantes de AUR são muito numerosos no mundo do Arch; o Yay tem uma boa piada de desenvolvedor na seção de "objetivos" na descrição do GitHub:
"Há um momento na vida de todos que se sente uma necessidade de escrever um ajudante de AUR porque há apenas cerca de 20 deles. Então diga oi para 20 + 1."
O Yay, programado em Go, depende de um monte de livrarias do Go. Se isso não for um problema para seu sistema, ele é super recomendável.
Ainda, em uma outra categoria de ajudantes de AUR (até agora não citamos nenhum ajudante de AUR que use "interface gráfica"), enquandram-se o Aurutils e o Bauerbill, que são coleções de scripts ao invés de algoritmos monolíticos como o Yaourt e Aurman.
Nesse tutorial, vamos instalar, adicionar um servidor do Pacman personalizado para o AUR, aprender a procurar pacotes do AUR, a instalá-los e a removê-los com o poderoso Aurutils e ferramentas do Pacman.
O desenvolvedor do Aurutils, Alad Wenter, propõe um ajudante com uma implementação com atributos de uma linguagem minimal, ou seja, uma linguagem de scripts como dash, e a preferência pela simplicidade ao invés da hiper-funcionalidade. A necessidade específica de ação de um programa segue a filosofia dos programas do UNIX.
Doug McIlroy, o inventor do sistema e um dos fundadores da tradição UNIX, resumiu (1994) a filosofia do mesmo muito tempo depois de sua criação da seguinte forma :
"Escreva programas que façam uma coisa e façam-na bem. Escreva programas para trabalhar juntos. Escreva programas para manipular fluxos de texto, porque essa é uma interface universal."
O Aurutils é na realidade um grupo de scripts que operam funções bem definidas. Vamos nos preocupar aqui somente com três dessas funções: Aursearch (busca por pacotes disponíveis nas bases de dados), Aursync (que irá usar vários scripts conjuntamente para fazer download do código-fonte e compilar um binário) e o Aurcheck (para checar por atualizações dos pacotes do AUR).
== INSTALAÇÃO & CONFIGURAÇÃO ==
O Aurutils não está disponível em nenhum repositório oficial do Pacman. O seu código-fonte encontra-se no AUR.
Se você já tiver um ajudante de AUR no computador como o Yaourt, utilize-o para compilar e instalar o Aurutils do AUR ( depois que estiver acostumado com o Aurutils, poderá remover o Yaourt -- é essa a motivação desse tutorial! )
Mas vamos supor que acabamos de instalar o Arch Linux e ainda não temos nenhum ajudante do AUR disponível no sistema. Nesse caso, vamos precisar usar as ferramentas do "Git" e o script do Pacman chamado de "Makepkg". Se não tiver o git, instale-o juntamente com suas dependências:
$ sudo pacman -S git
Abra um terminal e crie uma pasta "ajudanteaur", por exemplo, dentro da pasta do seu usuário:
$ mkdir ajudanteaur
Depois precisaremos entrar na pasta cridada:
$ cd ajudanteaur
Vamos clonar o código-fonte do Aurman pelo Git:
$ git clone https://aur.archlinux.org/aurutils.git
E dê um cd para a pasta aurutils que foi criada com o comando do git:
$ cd aurutils
Em seguida, vamos usar o script do Pacman para construir o binário e instalá-lo no sistema, mas antes precisamos adicionar a assinatura GPG do desenvolvedor do Aurutils no nosso molho de chaves no Arch , do contrário o binário não poderá ser compilado (vai dar erro):
$ gpg --recv-keys 6BC26A17B9B7018A
$ makepkg -si
Siga as instruções no visor para compilação/instalação do binário no sistema. Observe que deverá ser feita a instalação das dependências do Aurutils, também. Essas dependências incluem pacotes dos repositórios oficiais como: base-devel devtools vifm aria2 parallel expac repose . Para ter certeza que foram instalados:
$ sudo pacman -S base-devel devtools repose vifm vim aria2 parallel expac
Os pacotes mais importantes são "base-devel" e "devtools" (OBRIGATÓRIOS) que têm ferramentas para compilação de pacotes, "Repose" (OPCIONAL) que é um gerenciador de base de dados que vamos precisar no final, "vifm" e "vim" (OPCIONAL) para modificar arquivos de PKGBUILD e PATCH na linha de comando; "aria2" e "parallel" (OPCIONAIS) para downloads simultâneos; e o "expac" (OPCIONAL) que é um scrpit usado pelo Aursift, que tem funções avançadas de compilação para desenvolvedores de aplicativos...
== CRIANDO UM REPOSITÓRIO PERSONALIZADO DO AUR ==
Será necessária a criação de um repositório personalizado localmente e configurá-lo para ser utilizado pelo pacman. De acordo com o manual do aurutils, vamos primeiro configurar o repositório pessoal chamado "custom" e em um segundo momento vamos de fato criar o banco de dados "custom". Acredito que aqui a ordem dos fatores não altere o produto mas estou seguindo o tutorial do desenvolvedor.
Assim, comece criando um arquivo de configuração separado para o repositório personalisado "custom";
Como root, crie um arquivo de texto dentro da pasta "/etc/pacman.d/" com o nome "custom" e insira no arquivo de texto o seguinte:
[options] CacheDir = /vacache/pacman/pkg CacheDir = /vacache/pacman/custom CleanMethod = KeepCurrent
[custom] SigLevel = Optional TrustAll Server = file:///vacache/pacman/custom
Ainda como root, navegue até o arquivo "/etc/pacman.conf" e adicione a seguinte linha no final do arquivo, onde for possível:
Include = /etc/pacman.d/custom
Em uma janela de terminal, criaremos o diretório do respositório "custom" e depois povoar o respositório;
$ sudo install -d /vacache/pacman/custom -o $USER
Em seguida, caminhe até o diretório:
$ cd /vacache/pacman/custom
E depois vamos criar uma base de dados nova com o prohgrama Repose:
$ repose -vf custom.db
Explico, -v para verbose e -f para também criar um arquivo “custom.files” (uso do Pacman)
Por fim, sincronize as bases de dados com o Pacman:
$ sudo pacman -Syu
*Nota do desenvolvedor do Aurutils (página do manual): É recomendado usar-se o diretório de cache do pacman (CacheDir) como o provedor dos pacotes; isso evita que haja qualquer incompatibilidade entre os pacotes compilados e qualquer versão em cache. Por essa razão vamos seguir o tutorial original do desenvolvedor, mas se você quiser fazer pastas de cache para o Aurutils em outra localização diferente da que mostramos aqui, você deverá se atentar para modificar as configurações do Pacman lerem os diretórios adequados).
Configuração concluída!
== USO DOS SCRIPTS DO AURUTILS : AURSEARCH, AURSYNC E AURCHECK ==
Para procurar um pacote, usar o script "Aursearch"
$ aursearch [nome_pacote]
Para baixar o código-fonte de um aplicativo e compilá-lo como a maioria dos outros ajudantes de AUR, usa-se o script "aursync" (que roda os scripts do "aurfetch", "aurchain" e "aurbuild" em conjunto):
$ aursync [nome_pacote]
Se houver o programa "vifm", o aursync vai mostrar os arquivos de configuração para compilação do código-fonte, como PKGBUILD e PATCHES, e uma maneira de editá-los na interface de linha, do contrário o Aursync só vai mostrar uma lista com o nome dos arquivos que foram baixados; você poderá abrir e modificar esses arquivos, via interface gráfica, antes de dar prosseguimento à instalação;
*Atenção. Para SALVAR e SAIR do VIM e VIFM, aperte “Esc” e depois “:x”; Para SAIR do VIM e VIFM, aperte “Esc” e depois “:q”;
*Atenção. Se houver errors relacionados à falta da chave dos desenvolvedores no seu molho de chaves, adicione as chaves com o comando “gpg --recev-keys [CHAVE]”
Depois da compilação sem erros (que podem ser resultado de más configurações do PKGBUILD), será feita uma cópia do binário produzido no repositório "custom" que criamos, e automaticamente o Aursync irá atualizar o arquivo da base de dados e disponibilizará o registro do binário no repositório.
Porém, o binário que tem uma cópia no repositório ainda precisa ser instalado via Pacman no sistema operacional ( em /usbin ); esse é um passo normal que os ajudantes de AUR como Yaourt também fazem, porém faremos manualmente (se não me engano, no Aurutils não tem um gancho no script que faz essa parte ou eu ainda não descobri...).
Então, vamos sincronizar os repositórios, incluaindo o repo pessoal "custom", para o pacman saber quais binários estão disponíveis:
$ sudo pacman -Sy
Finalmente, podemos instalar o binário gerado pelo Aurutils no sistema. Note que o binário agora está disponível no repositório "custom" e reconhecido pelo Pacman para instalação no sistma (ou seja, instalação do binário na pasta /usbin ) :
$ sudo pacman -S [nome_pacote]
Note que o Pacman vai buscar o pacote do repositório "custom" que criamos anteriormente.
Para checar se há updates do AUR, rodar:
$ aurcheck -d custom
A flag "-d" diz para o aurcheck checar por atualizações no repositório "custom".
== MANUTENÇÃO DOS PACOTES DE CACHE DO AURUTILS & PACMAN ==
Depois de instalar e desinstalar vários pacotes pelo Aurutils, os códigos-fontes irão ficar guardados em "/home/$USE.cache/aursync", e uma outra cópia do binário compilado disponível no repositório "custom" em "/vacache/pacman/custom". Essa parte de limpeza geralmente é manual e deve ser feita periodicamente para economizar espaço em disco e consolidar a base de dados do Pacman e Aurutils.
Poderá limpar o cache de códigos-fonte em "/home/$USE.cache/aursync" sem problemas, porém os binários gerados da compilação desses cógigos-fintes ainda irão estar disponíveis no repositório "custom" do Pacman.
Para remover binários de versões anteriormente instalados que ainda estão disponíveis no repositório "custom", pode-se usar tanto o comando do Pacman ou o script de limpeza do Pacman, que são mais ou menos equivalentes. Prefere-se o método de script do Pacman, "Paccache". (Acredito que você poderá, mais seletivamente que o Paccache, deletar os pacotes com binários do repositório custom manualmente, e depois prosseguir para a reconstrução da base de dados do respositório).
O Paccache é um script poderoso e flexível para limpeza de cache do Pacman. Ele está junto com o pacote “pacman-contrib” de ferramentas mantido pela comunidade; se não tiver esse pacote ainda, instále-o com:
$ sudo pacman -S pacman-contrib
Para remover a disponibilidade dos binários de versões anteriores somente no repositórios personalizado “custom”, menos as três últimas versões de cada pacote (padrão), rodar:
$ paccache -rk 3 -c /vacache/pacman/custom
Onde “-r” é o comando de remover versões antigas; “-k” (keep) de manter o número n de versões do pacote instalado mais recentes; e “-c” designa o caminho do diretório de cache do repositório que queremos que o Paccache faça a limpeza;
Para remover todas as versões mais antigas, menos a versão atual dos binários, no repositório "custom":
$ paccache -rk 1 -c /vacache/pacman/custom
Para remover todo o cache de todas as versões de pacotes contidos no repositório "custom":
$ paccache -rk 0 -c /vacache/pacman/custom [*AVISO: Ação não recomendada pois o Aurcheck possivelmente não conseguirá procurar por atualizações de pacotes que foram removidos do cache; porém desde que o arquivo de base de dados “custom.db” não for atualizado com Repose, o Aurcheck ainda conseguirá checar por updates!]
*Atenção. Se o caminho do cache “-c /vacache/pacman/custom” não for especificado, o Paccache irá fazer a limpeza nos repositórios oficiais do Pacman e em quelquer outro repositório pessoal que tenha sido criado dentro de /vacache/pacman/ . Nesse caso, pode-se utilizar o comando do próprio pacman que é equivalente ao do Pacache para deixar as três últimas versões de pacotes nos repositórios com:
$ sudo pacman -Sc
Ou o comando abaixo para retirar todo o cache de binários disponíveis localmente de todos os repositórios (Cuidado!):

$ sudo pacman -Scc [AVISO:Comando *não recomendado também!]

Para que serve uma cópia do pacote de binário no repositório "custom"? Isso permite que o Pacman possa desinstalar um programa e reinstalá-lo no sistema mesmo sem acesso à internet; e se alguma atualização afetar negativamente um aplicativo, poderá utilizar o cache de um binário mais antigo do mesmo pacote (downgrade) que não apresente problemas.
Se você precisar fazer downgrade de um aplicativo, ou se quiser reinstalar um aplicativo que desinstalou, deverá fazer novo download do binário pelo Pacman ou recompilar pelo Aurutils pelas formas convencionais, e isso é sempre um risco já que você não sabe se uma nova versão do aplicativo irá realmente funcionar no seu sistema ao invés de usar um binário que já estava disponível no repositório pessoal! Além disso, com os pacotes com os binários já compilados no seu repositório personalizado local, poderá fazer uma cópia desse repositório no pen-drive e levar para um novo computadosistema e reinstalar todas as últimas versões dos aplicativos sem precisar compilar eles de novo do código-fonte.
Sempre que se desinstalar um pacote do sistema e quiser retirar o binário do repositório local “custom” ou limpar as suas versões antigas, é necessário atualizar a base de dados do repositório pessoal "custom" que é utilizado pelo Pacman manualmente, com a ajuda de um gerenciador de base de dados chamado "Repose" (instalado no primeiro passo deste tutorial); Navega-se até a pasta /vacache/pacman/custom e deleta-se os pacotes que não tem mais interesse e depois atualiza-se o arquivo da base dados da seguinte forma:
$ cd /vacache/pacman/custom
$ repose custom.db -v
O Repose irá atualizar o arquivo “custom.db” e -v para verbose que irá mostrar as operações que efetuou.
Para uma lista (-l) com os binários disponíveis no “custom.db”, rode dentro da pasta de cache:
$ respose -l custom.db
Nessa operação, o Repose irá verificar quais pacotes estão disponíveis de fato no cache do repositório e atualizar a base de dados. Então, é necessário usar o “cd” e caminhar até a pasta de cache do repositório “custom”, primeiro, assim o Repose poderá operar com os arquivos da pasta sem precisarmos especificar caminhos para ele.
*Em caso de manutenção e limpeza de pacotes, também não se esqueça de excluir os códigos-fonte na pasta “/home/[usuário]/.cache/aursync”
Agora, sincronize todas as bases de dados para o catálogo de programas ficarem disponíveis para o Pacman com:
$ sudo pacman -Sy
*Exclarecimento: os procedimentos manuais que qualquer ajudante ou wrapper do AUR substituem são os seguintes:
Download do código-fonte -> Compilação do binário e empactamento -> Cópia do pacote para um repositório local -> Atualização do banco de dados do repositório local -> Uso do Pacman para instalação do binário no sistema
== Exemplos de uso do Repose ==
IMPORTANTE: Caminhe até a pasta que se quer criar uma base de dados para sempre rodar os comandos da pasta em que irá de fato trabalhar:
$ cd /vacache/pacman/custom
Cria um arquivo de base de dados limpo, ou se já houver pacotes na pasta, atualiza a base de dados com os novos pacotes. Aqui, o arquivo da base de dados terá o mesmo nome que o repositório local e se chamará "custom.db":
$ repose -vf custom.db
A opção "-v" da verbose sempre pode ser utilizada para podermos ver o que o programa está fazendo, do contrário, o Repose só irá mostrar mensagens se houver algum erro ou aviso; e estamos usando de forma explícita a opção "-f" é para criar um arquivo adicional de banco de dados "custom.file" que é usado pelo Pacman (padrão).
Quando o Aurutils já tiver compilado um binário, criado o pacote para a instalação (xyz.pkg.tar.gz) e copiado ele para a pasta do repositório custom local, você poderá atualizar o arquido de banco de dados com o seguinte comando:
$ repose custom.db -v
Neste caso, como o Repose vai encontrar o arquivo "custom.db", irá simplesmente atualizá-lo e a opção "-v" vai mostrar quais pacotes ele está inserindo na base de dados (adding) e quantos retirando (dropping).
Assim, sempre que Deletar um pacote do cache do repositório local, atualize o arquivo de bacno de dados.
Após essas operações, não se esqueça de Sincronizar os repositórios do Pacman com:
$ sudo pacman -Sy
*Lembre-se que o Aursync já atualiza o arquivo do banco de dados automaticamente toda vez que compila um pacote novo.
== REFERÊNCIAS ==
1) https://wiki.archlinux.org/index.php/AUR_helpers_(Português)
2) https://wiki.archlinux.org/index.php/Talk:AUR_helpers
3) https://www.reddit.com/archlinux/comments/9aotjaurman_no_longer_being_maintained_publicly/
4) https://www.ostechnix.com/recommended-way-clean-package-cache-arch-linux/
5) https://www.reddit.com/archlinux/comments/7kxa9o/aurutils_reporemove_in_a_pacman_hook_and_list/
6) https://homepage.cs.uri.edu/~thenry/resources/unix_art/ch01s06.html
7) $ man pacman.conf Vide "REPOSITORY SECTIONS"
8) $ man aurutils
9) $ man aursync
10) $ man paccache
11) $ man repose

submitted by Mountaineer_br to linuxbrasil [link] [comments]

Lista de Pedidos de Mudança/Update da Comunidade de Jogadores do Elite: Dangerous

Ninguem nega que o jogo precisa de mais...entao traduzi meia boca a lista de propostas da comunidade do Forum Oficial e o do Reddit.
Abaixo lista de features que a comunidade do reddit esta fazendo, atualizando e discutindo:
Fonte, original e discussão Link!
1 Marcadores de localização
Ao usar uma rota de comércio, ou qualquer tarefa que me obriga a ir para a mesma estação ou sistema várias vezes, é chato ter de percorrer um grande número de itens para encontrar o que quero. Estou usando os mesmos locais mais e mais, deve haver alguma maneira de pré-carregamento ou selecionar estas.
2 Criar e Salvar suas Proprias Rotas
A razão pela qual o planejador de rotas leva tempo, é porque o mapeamento de algoritmos são desgastante, especialmente o mais longe que você vá. Mas e se eu não quiser usar o CPU? E se eu estou fazendo a mesma rota comercial sobre 180LY exatamente o mesma, todas as vezes e só quero traçar meu curso por conta própria? Não há nenhuma razão para chamar mesmo nesse caso, o algoritmo de roteamento, mas não posso escolher estrelas e construir minha rota, mesmo que o sistema parece estar no lugar.
3 Estoque no Hangar para Itens, Modulos
Você não pode armazenar itens. Essa é uma funcionalidade muito básica para um jogo que lhe dá a capacidade de comprar e vender itens, mina, refinar, lanço commodities e reequipamento módulos para um navio. Cansado de ter que vender um módulo para experimentar um ajuste diferente na sua nave? Não deveria, item básico de armazenamento irá resolver este problema inteiramente e trazer uma funcionalidade básica do jogo para E:D.
4 Botao para recarregar armas
Em suma, muitas vezes eu terminei meus compromissos ou tem vezes taticamente onde eu gostaria de recarregar meus canhões. Essencialmente, eu tenho que esperar até os canhões incendeiam seus últimos tiros antes que consiga recarregar.
5 Recolocacao de Naves estocadas
Tenho várias naves para diferentes fins, e que torna extremamente difícil viajar para outro lugar. Por exemplo, minha Cobra Mk III está estacionado no território do Império sobre 140 LY longe de onde estou atualmente com meu Viper Mk III. A falta de um sistema para ajudar este pode fazer exploração frustrante.
6 Tempo de viagem do sistema binário
Em sistemas duplos, como LHS3447, é preciso uma enorme quantidade de tempo para viajar para o sistema com tudo em que, do ponto de nav. E você deve fazer este tempo cada único você saltar para o sistema.
7 Zonas de Guerra
Todas as obrigações de combate são as mesmas. 3000 créditos para um lutador é incrivelmente alta, 3000 créditos por uma anaconda é ridiculamente baixo. Nenhum ganho de reputação para o lado que você luta para, mas rep negativa para o que você luta contra. A capacidade de transformar em warzone missões para o lado que você lutou contra também é muito estranha.
8 Conteúdo de exploração - Conteudo
Não há nenhum conteúdo de exploração. Depois de ver um interior de nebulosas e orbitando um buraco negro, não há mais nada. O conteúdo somente em exploração é estético. Considerando que a exploração é a profissão mais baixo pagando (ao lado de títulos de guerra), não há nenhuma razão para fazê-lo.
9 Mudar a distribuição de energia enquanto em supercruise
Enquanto em supercruise, você não pode alterar a distribuição de poder. Mesmo se não afectar a SC em tudo, seria bom definir os pips como você vai querê-los uma vez que você sair. Não consigo pensar de qualquer boas razões para não permitir isso.
10 Recompensas compartilhadas (mudancas previstas para 1.10 update)
Quando cacando, executando missoes ou explorando com amigos- e cada um de nós colocamos esforço para derrubar o alvo, fazer a missão ou explorar ou o que só dá a recompensa para quem matou o último ou o único com a missão, etc.
11 Sistemas multi estrelas com opções de salto
Muitas das estrelas binárias e ternárias povoadas tem docas/estações de muitos milhares de ls. Estacaoes estao muito distante (precisa nem mencionar LHS 3447 ou alfa Centauri) fazendo viajar por muito tempo.
12 Secundárias estrelas tomar muito tempo para chegar em supercruise
Um exemplo é a Alfa Centauri e a estrela secundária Proxima Centauri, LY 0.22 localizado distante. (Ls-6.942.523) Estrelas secundárias são posicionadas muitas centenas de milhares de segundos luz afastado da entrada no sistema, às vezes até milhões, e em qualquer lugar leva de 15 minutos a 2 horas de vôo em super cruzeiro para chegar lá. É geralmente possível chegar lá, mas isso não é uma divertida experiência. Esse problema faz com que esses sistemas completamente inútil e digno de evitar, e não acho que isso é o que os desenvolvedores realmente querem. Também não faz sentido com a forma como drives frameshift funcionam na teoria.
13 Mineração não é divertido nem lucrativo
Imersão é quebrada quando asteróides estão esgotados de minerais em poucos minutos e incentiva mineiros a usar navios de combate, ao invés de navios de grande capacidade caminhão basculante/industrial. Mineração atualmente consiste de partes iguais viagens e atirar a pedra. Menos viagens, mais mineraco.
14 Resetar a posicao do Mapa da galáxia
Quando usando o mapa da galáxia, sempre que você entrar em uma visão do sistema e depois sair dele, sua visao sera resetada. (ou seja, está centrado em sua localização atual) em vez do sistema que você esta visualizando.
15 Fila para Docar
Quando muitos comandantes estão tentando docar, o usuário obtém feedback, "Docking pedido negado", deixando o usuário que tentar de novo. Isto leva a "spam" no botão de solicitação, que pode ser visto como menos desejáveis.
16 Bate-papo: Sua mensagem não pode ser enviada. (melhorou muito nos ultimos updates)
Muitas vezes quando enviar mensagens para amigos através do jogo ou no menu, a mensagem não é enviada, deixá-lo para usar o bate-papo/VoIP software de terceiros, por exemplo, IRC, Skype
17 Ver os amigos no Open Play (melhorou muito nos ultimos updates)
Quando os meus amigos e eu tento jogar juntos, nós sempre deve recorrer para Private Group, como nós nunca estamos na mesma instância em jogo aberto.
18 Luzes da Doca nao aparecendo
Muitas vezes quando tentamos docar em um posto avançado (só aconteceu em um posto avançado para mim), as luzes da doca não aparece, e não posso pousar. Meu trem de aterragem é baixo, e eu vou bater minha nave contra a área de pouso. A única solução é cancelar o encaixe e pedir novamente, que muitas vezes não funciona.
19 Mapa de tráfego de galáxia, ou mapa de Hotspots que mostra áreas com tráfego alto jogador
Não há nenhuma maneira fácil para os jogadores para saber quais sistemas têm alta atividade. Para ser capaz de interagir com outros jogadores lá deve ser uma maneira fácil de encontrar os locais populares.
20 Compartilhamento de recompensas
Atualmente, jogar com amigo é impossível. Seguimos nossos caminhos, por causa de Trading e exploração normalmente é um one-man-trabalho. A única coisa que nós gostamos de fazer (sempre) é caçada por recompensas. Não podemos fazer isso juntos porque recompensas ainda não aparecerem, mesmo quando um de nós faz a matança.
21 Mapear um botao para permitir solicitação de pouso
Docking é uma ação muito freqüente. Seria ótimo se nós poderia mapear uma botão/chave para "solicitar encaixe."
22 Verificar bounties requer tirar os olhos de alvo
Após a scanear um alvo com um KWS, tenho de vê-los no menu contactos à esquerda para ver os resultados da verificação.
23 Nomes dos sistema são chatos do outro lado da galáxia.
Se você dar uma olhadinha do outro lado da galáxia, você verá gigantes aglomerados de centenas de estrelas com o mesmo prefixo e uma combinação aleatória número/letra como sufixo. Isto faz sentido em termos de nos catalogação estrelas da terra, mas não para as pessoas que podem viver lá fora. (ou quem vai viver lá no futuro)
24 Traçando uma rota longa é muito lento.
é necessário esperar enquanto a rota se estende para fora, para onde se quer ir. Já vi uma rota levar até dois minutos para alcançar a onde você selecionou. (mesmo jogando no modo solo, para tentar reduzir o lag)
25 Reabastecimento de jogadores sem gas
Se um jogador fica sem combustível eles estão ferrados e outros jogadores podem fazer nada irá ajudá-los.
26 Itens roubados ou achados
Tudo você pegar é marcado como roubado?
27 Jogadores AFK em postos avançados
Você ocasionalmente vai encontrar um posto avançado onde existem jogadores que têm ido afk na doca de desembarque. Isso pode causar longos períodos de espera, especialmente se houver muitos jogadores querendo docar tão bem.
28 Mísseis Dumbfire disparam completamente ao contrário (essa eu nem sabia)
Classe 2 míssil (dumbfire) equipado em uma Cobra Mark III dispara corretamente para os primeiros 10 mísseis. Os últimos 2 tiros de fogo diretamente para trás. E depois o 1º recarregar que os 6 primeiros tiros de fogo diretamente atrás da nave, em seguida seis iniciar corretamente. Após o 2º recarregar os 4 primeiros tiros de fogo corretamente, e os últimos oito fogo para trás.
29 Fornecer descrições detalhadas e estatísticas no jogo
Detalhes básicos, como o que faz um escudo melhor, as estatísticas sobre como isso afeta o seu escudo. Estatísticas sobre o seu casco HP e escudo HP, informação sobre a taxa de recarga de seus escudos... etc
30 Múltiplos profile slots por conta
Agora temos apenas um comandante para cada conta. Eu quero diferentes comandantes onde um pode ser alinhado com a Federação e outro Comandante pode ser alinhado com a aliança ou o Império.
31 Não há como manter registro dos mercados visitados
Não e capaz de salvar valores de producto de estações visitadas anteriormente.
32 Canais de Chat global - e guildas de jogadores
Sem meios padrão de comunicação de jogador e agrupamento Elite: Dangerous nunca será real jogo online, mas apenas um jogo único jogador com DRM on-line. Como está agora, há pouca ou nenhuma razão para jogar no modo online, e este é o tempo de lançamento para o jogo onde estamos vendo concentração de jogadores em uma área em geral. Interações sociais irão desaparecer e toda a idéia de jogar no universo compartilhado com outros jogadores será apenas uma idéia que não deu certo.
33 Traçar rota é limitada a 100 LY (arrumado no 1.10)
É atualmente impossível traçar uma rota passado 100 LY de distância. Considerando a distância ideal para negociação rares é 160 LY, torna muito frustrante traçar um rumo. Não é que você não pode chegar lá, é só que a plotadora não diz como até você chegar mais perto.
34 Layout de interface do usuário de serviços não combina com painéis laterais
Atualmente, muitos dos menus do jogo não sentem muito consistente. O pior é a tela de serviços. Os painéis laterais são escolhidos através de com Q e E (usando um teclado), enquanto o Estaleiro sideral serviços não tem essa funcionalidade e é bastante confuso para navegar sem um mouse.
35 Reivindicação de recompensas através da tela de contato
Atualmente, se tem prémios fora os grandes 3 facções... você precisa reclamá-lo no governo local. Isso é extremamente irritante, porque às vezes nem me interessa a recompensa e só fui forçado a defender o sistema de passagem!
36 Péssimo desempenho em supercruise (meu maior problemas com o jogo) - (adicionando telemetry no 1.10)
Desempenho parece terrivel sem motivo aparente, enquanto em Supercruise em alguns sistemas. Supercruise frequentemente recebo menos de 30 fps e ainda pior, quanto mais tempo eu ficar em Supercruise a mais a queda de fps.
37 NPC caçadores não seguem a jurisdição
Um NPC caçador scans você enquanto você estiver limpo no sistema atual, legitimamente detecta seus outras generosidades fora do sistema e decide disparar em você mesmo se você está limpo. O principal problema é que o NPC permanece limpo, mesmo que eles violaram a lei nesta jurisdição e você não pode defender-se contra eles ou você vai se tornar queria.
38 Transferência manual de combustível do tanque de reserva
Em suma, na velho elite você poderia sempre reabastecer seu combustível de seu compartimento de carga a qualquer momento. Neste jogo teremos a opção de fazê-lo de nosso tanque de reserva. Para viagens de longa distância, você não quer seu combustível encher para estragar seus cálculos de salto.
39 Setas para reputação
Atualmente a reputação é anotada por um azul seta para cima, ou um vermelho seta para baixo. Não há nenhuma indicação de quão longe você está de um neutro, amigável, reputação hostil, ou aliada. Isto faz com que seja difícil avaliar o número de missão que você precisa em ordem para mudar sua reputação atual em um dado sistema.
40 Missões mais complexas e interessantes e interação de NPC (Isso!) - (Mais mudancas, inclusive coop no proximo update 1.10) Atualmente, as missões são bastante chato e genérica e não oferecem nenhuma narrativa.
Tem mais...outras sugestões sao menores como: camera externa por exemplo. Todas as sugestões fazem completamente sentido para mim. E para voces? Esta faltando alguma coisa para ficar 100%? Lembrando que o resto como andar fora da nave, pousar nos planetas sera lancado futuramente. Peco que mantemos a discussao focado no jogo atual nao nas futuras expansões.
submitted by sato7 to elitedangerousbrasil [link] [comments]

[Método Fácil] Convertir de Binario a Decimal y viceversa ... MODELO SOLVER BINARIO SUMA BINARIA - Ejercicio 1 - YouTube DIVISIÓN BINARIA - Ejercicio #5 Suma, resta, multiplicación con resultado en binario (leds) - Practica 2

Com esta calculadora, você pode executar adição, subtração, multiplicação e divisão de números binários. Certas questões envolvendo números binários são iguais à subtração de decimais de base dez. Alinhe os termos em colunas e encontre os resultados de cada dígito, começando pela direita. Veja estes exemplos: 1 - 0 = 1; 11 - 10 = 1; 1011 - 10 = 1001 Graças a forma física dos números binários, é possível que eles existem dentro de um microprocessador, de uma memória ou de um disco rígido do seu computador ou ainda que viaje pela internet ou por uma rede wi-fi. O que é mais útil num sistema numérico binário é que eles podem se materializar com poucos elementos físicos. Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.7656 7656 Figura 4 – Comparação de resultados da classificação de ... Assim os números binários podem indicar “sim ou não”, “verdadeiros ou falso”, “ligado ou desligado”. Para calcular é simples. Pegamos um número de base 10 (decimal) e decompomos por 2 até não ser possível mais dividir. Com os resultados formamos um novo número de base 2.

[index] [6742] [340] [1207] [7888] [4284] [6942] [3390] [2982] [1095] [1017]

[Método Fácil] Convertir de Binario a Decimal y viceversa ...

Divisão de números binários inteiros e fracionários. Diga NÃO ao macete! NÃO aceite "truques", matemática é ciência, não fantasia. Conversão de números binários para decimal através do uso da tabela de conversão. Divisão Binária Grupo: Eduardo 2016015509 Jhenify 2016002126 Rogério 2016015877 Lucas 2016015877 Camila 2016015483. 65 videos Play all SUMA, RESTA, MULTIPLICACIÓN y DIVISIÓN de números BINARIOS, OCTALES Y HEXADECIMALES: Pasos por ingeniería DIVISIÓN BINARIA - Ejercicio #1 - Duration: 6:13. Pasos por ... CURSO DAY TRADE - Como operar IGUAL e JUNTO aos GRANDES PLAYERS - Duration: 57:40. EDUca Trader - com Eduardo Melo 699,423 views

https://forex-viethnam.aukingmining.pw